Adiado

Adiado

Com a atenção toda voltada para a reforma da política, o Senado adiou mais uma vez a votação de urgência da quebra de sigilos do BNDES.

O projeto foi criado pelo senador Lasier Martins (PSD-RS), é está parado desde dezembro de 2016. A intenção é dar mais transparência ao banco que alguns casos chega a ter juros de somente a 5%.

Entre as empresas que conseguiram este beneficio estão a Odebrecht e JBS. Políticos, principalmente do PMDB e PT não querem a aprovação da ideia.

Se a quebra de sigilo for aprovada, poderá abrir uma brecha para os outros bancos do governo, Caixa Econômica e Banco do Brasil.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.