As inexplicáveis contradições dos advogados de Adelio

As inexplicáveis contradições dos advogados de Adelio

Primeiro, eles falaram que foram pagos por uma igreja, defendendo alguém que esfaqueou outrem de forma premeditada e sem motivação idônea.
Agora, eles falam que assumiram o caso por visibilidade.
Que outro caso eles já assumiram por visibilidade?
Qual a perspectiva de visibilidade positiva de uma banca de interior que assume um caso repleto de fanáticos, que vão os atacar em todos os locais (facebook, blogs, etc)?
Por que a contradição?
Quando que esses advogados pegaram um avião antes para assumir um caso?
Por que o faqueiro confiou neles (e os constituiu), sem os conhecer?
Por que quatro advogados? Isso é sintoma de passar força ao faqueiro e não de alguém querendo se promover.
Quem quer se promover, vai sozinho.
E por que eles não convocaram coletivas se querem se promover?

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.