CASO DOS RESPIRADORES – Governo de SC compra 500 respiradores da Weg por R$ 30 milhões

CASO DOS RESPIRADORES – Governo de SC compra 500 respiradores da Weg por R$ 30 milhões

Na área da saúde, Moisés anunciou financiamento para construir novo hospital em Florianópolis

O Governo de Santa Catarina informou nessa sexta-feira (22/5) que firmou compromisso no mesmo dia com a empresa catarinense Weg para a compra de 500 respiradores.

Os aparelhos serão produzidos em Santa Catarina ao custo de R$ 30 milhões – ou R$ 60 mil por unidade.

A novidade foi anunciada pelo governador, Carlos Moisés, em coletiva de imprensa. Segundo ele, os 100 primeiros respiradores deverão ser entregues já na próxima semana para distribuição na rede hospitalar. Os 400 restantes deverão chegar ao longo do mês de junho.

Ainda em março a Weg anunciou um acordo de transferência de tecnologia com a empresa Leistung, fabricante de equipamento médico-hospitalares, para produzir os respiradores artificiais. A produção será nas fábricas da Weg de Jaraguá do Sul.

Enquanto isso, a compra errônea dos 200 respiradores com a Veigamed continua gerando problemas. Moisés admitiu, na coletiva, que os modelos Shagrila 510S podem não servir para tratamento de pacientes com quadro grave de Covid-19.

Novo hospital em Florianópolis

Anunciado em janeiro, o novo hospital de Florianópolis foi também tema da coletiva. Segundo Moisés, o governo firmou empréstimo de US$ 800 mil (cerca de R$ 4,4 milhões no câmbio atual) com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para estruturação do projeto. A construção do Complexo Hospitalar de Santa Catarina será uma parceria público-privada (PPP).

moisés usando máscara assina papel sobre grande mesa, no meio de dois outros homens, todos estão sentados; há um painel com logos do governo de sc ao fundo
Moisés assina empréstimo de R$ 4,4 milhões (no câmbio atual) para formular projeto de novo complexo hospitalar em Florianópolis – Ricardo Wolffenbüttel/Secom SC/Divulgação/CSC

O projeto do Complexo Hospitalar vai integrar em um único local quatro instituições de saúde de Florianópolis: o Hospital Infantil Joana de Gusmão, o Hospital Celso Ramos, o Hospital Nereu Ramos e a Maternidade Carmela Dutra. Segundo o governo de SC, a prioridade é garantir atendimento mais humanizado e facilitar a logística ambulatorial.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.