Caso estranho

Caso estranho

A colunista Andreza Matais do Estadão, escreveu ontem que o departamento jurídico da igreja Testemunhas de Jeová, deverá ingressar na Justiça contra o criminalista Zanone Oliveira Junior (foto).

Ele declarou que foi contratado para defender o agressor de Jair Bolsonaro, por uma pessoa ligada a Igreja.

Desde que ele fez a afirmação, a entidade tenta contatá-lo para pedir que diga quem da comunidade paga por seus serviços, ou se retrate publicamente.

A avaliação é que ao mencionar um suposto membro da igreja, o advogado a teria estigmatizado. Em nota, as Testemunhas de Jeová disse que abomina o ato do agressor, Adélio Bispo de Oliveira.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.