Corte de gasto

Corte de gasto

A tendência é que ao iniciar a próxima legislatura, o governo de Carlos Moisés da Silva (PSL), tenha a maioria na Assembleia Legislativa.

Dessa forma, ele poderá aprovar algumas medidas de corte de despesa.

Uma delas estará apenas nas mãos do futuro governador, que é o corte dos cerca de R$ 40 milhões da verba indenizatória para todos os servidores pelo uso do veículo particular. São R$ 4,4 mil mensais, para quem usa o próprio carro e, pasmem, até para quem não utiliza.

O valor é para o combustível, seguro, manutenção, depreciação entre outros. É dinheiro que deixa de ser usado na atividade fim, que é o atendimento ao cidadão, para ficar na atividade meio, que é a estrutura e benesses do Estado para alguns.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.