Em nome da democracia oportunistas se valem do processo para tirar férias

Em nome da democracia oportunistas se valem do processo para tirar férias

Aqui mesmo temos alguns exemplos deste tipo de “políticos”, que não sabem que não farão mais do que 300 votos, mas que se candidatam para “tirar férias”  do trabalho e ganhar visibilidade em nome da democracia.

Concordo com Moacir Pereira que deveriam ser punidos pois representam um custo para o estado e atrapalham o processo de escolha uma vez que reivindicam igual oportunidade e espaço na mídia, sem sequer ter o que dizer ou propor.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.