Erros de projeto atrasam uma em cada quatro obras em Santa Catarina

Erros de projeto atrasam uma em cada quatro obras em Santa Catarina

 

Dados são do estudo Monitora Fiesc, que acompanha 124 obras no Estado

Uma em cada quatro obras públicas de infraestrutura têm problemas de projeto. Já 18% atrasam pela falta de recurso. Os dados são da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), que mantém acompanhamento permanente de 124 investimentos em transporte (rodovias, ferrovias e aeroportos), saneamento básico e combate a enchentes. Os dados estão no site monitorafiesc.com.br, com a situação de cada obra.

Em entrevista ao Estúdio CBN Diário, o primeiro vice-presidente da Fiesc,  Mario Cesar Aguiar, e o secretário-executivo da Câmara de Transporte e Logística, Egídio Antônio Martorano, destacaram que os principais problemas são de gestão.

Na região metropolitana, o contorno viário da Grande Florianóplis (que desvia o traçado da BR-101) e o acesso ao novo terminal de passageiros do Aeroporto Internacional Hercílio Luz estão entre as principais preocupações da Fiesc. No Estado, as duplicações da BR-470, BR-282 e BR-280 são demandas prioritárias.

O custo logístico em Santa Catarina é de R$ 0,14 para cada R$ 1 faturado, e cerca de 50% são com transporte. Nos Estados Unidos, A despesa logística sai pela metade.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.