Indeferimento

Indeferimento

Ontem no julgamento do registro de Ângelo Castro (PCO), para concorrer ao cargo de governador, que foi impugnado pelo Ministério Público Eleitoral, a relatora do processo votou pelo indeferimento da candidatura, levando em consideração a inelegibilidade de Castro, que tem uma condenação por falsidade ideológica em transitado e julgado.

O procurador Regional Eleitoral, Marcelo da Mota, solicitou que Castro não possa promover atos de campanha, nem receber recursos públicos e que seu nome não conste na urna no dia da eleição.

O desembargador Cid Goulart pediu vista do processo para avaliar o mérito do indeferimento e o pedido do procurador.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.