Medicamentos na capital

Medicamentos na capital

Ontem na sessão da Câmara de Florianópolis, o vereador, Vanderlei Farias, o Lela (PDT), levantou mais uma vez a questão do almoxarifado da Prefeitura, localizado em São José e que foi interditado pela Vigilância Sanitária, tema que já havia sendo abordado por ele no ano passado.

O pedetista cobrou o cancelamento do contrato com a empresa responsável, sem contar o prejuízo de quase R$ 500 mil com a perda de medicamentos.

Lela pediu explicações e citou que até o momento, o prefeito Gean Loureiro (MDB) também não cobrou a empresa que cuida da zona azul, que deve R$ 14,5 milhões para o município.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.