Mudanças

Mudanças

Segundo uma fonte ligada ao futuro governo de Carlos Moisés da Silva (PSL), apesar dos temores, é possível que não haja atraso nos salários dos servidores.

“Salário é alimento, é algo sagrado”, afirmou. Já quanto as dívidas bilionárias, a fonte acredita que serão negociadas ao seu devido tempo.

Para cortar gastos, Moisés poderá se aproveitar do fato de ter a maioria na Assembleia Legislativa, para mudar algumas leis.

Um exemplo, é a lei criada pelo deputado estadual Gelson Merisio (PSD), que aumenta o percentual a ser repassado para a Saúde.

A medida deverá ser derrubada. Além disso, melhorias nas BRs e recursos para socorrer o Estado devem ser discutidos diretamente com o Governo Federal.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.