Não era nada disso

Não era nada disso

Redes sociais, inspiradas pelo Facebook de Lula, postaram informações de que o ex-presidente Lula teria recebido um rosário enviado pelo Papa Francisco através de “um assessor do papa” que não conseguiu entregar pessoalmente ao presidiário.

Depois, o Vatican News esclareceu: o “assessor” era o advogado argentino Juan Gabrois, ex-Consultor do Pontifício Conselho de Justiça e Paz e tentou uma visita (não concedida) a Lula. Não foi enviado pelo Papa Francisco, era uma iniciativa pessoal de Grobis e o rosário era só “abençoado pelo Pontífice” (não se sabe quando e nem em que ocasião).

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.