NOTÍCIAS – Destaques da semana em SC vai de Impeachment ao aumento assustador do número de vítimas pela Covid-19

NOTÍCIAS – Destaques da semana em SC vai de Impeachment ao aumento assustador do número de vítimas pela Covid-19

A semana no estado de Santa Catarina foi bastante movimentada tanto na área política quanto na Saúde onde o número de mortos pelo novo coronavírus Covid-19 ultrapassou 1.000 mortos pela doença e são mais de 90.000 mil infectados sendo que mais de 12.000 pessoas aguardam pelos resultados dos testes realizados há poucos dias atrás.

E outro assunto que mexeu com os bastidores políticos e jurídicos em Santa Catarina foi diante da aceitação por parte da Alesc- assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina quanto à abertura do processo de Impeachment contra o governador Carlos Moisés (PSL).

A ação ingressada na Alesc tem por base o aumento de salários aos procuradores do estado concedido pelo Governo de Santa Catarina e que na avaliação apresentada é ilegal esta concessão sem que houvesse um projeto de lei para o caso. Já, o governador Moisés (PSL), destacou à Imprensa de que o pedido de Impeachment não possui ” qualquer base de sustentação jurídica “.

Caso dos respiradores: Quando estarão de volta os R$ 33 milhões aos cofres públicos de SC, questiona-se

Enquanto se debatem sobre a questão tanto da pandemia da Covid-19 quanto sobre o pedido de Impeachment contra o governador de Santa Catarina Carlos Moisés (PSL), outro assunto relevante mas que sequer tem sido apresentado resultados atualizados ao povo catarinense, já que encontra-se em debate tanto na CPI dos respiradores na Alesc quanto nos bastidores do Ministério Público do Estado de Santa catarina (MPSC); trata-se sobre quando haverá a devolução completa dos R$ 33 milhões pagos antecipados pelo governo de Carlos Moisés (PSL), à empresa mafiosa e corrupta Veigamed que juntamente com uma quadrilha organizada se envolveram na compra de 200 respiradores pulmonares que a Veigamed sequer entregara todos ao Governo de Santa Catarina ( para a Secretaria de Estado da Saúde-SES), e tão pouco devolvera a totalidade deste dinheiro público de cerca de R$ 33 milhões de reais – dinheiro público. ou seja, dinheiro do povo catarinense e que está faltando para várias áreas, principalmente na Saúde diante desta pandemia da Covid-19. Certamente a grande e absoluta maioria do povo catarinense deseja saber quando estarão de volta os R$ 33 milhões aos cofres públicos de Santa Catarina e quando todos os responsáveis pelo crime praticado de corrupção; organização criminosa; lavagem de dinheiro estarão presos respondendo à Justiça.

Operação ” Et Pater Filium ” desbarata organização criminosa no Norte de SC

O Ministério Público do Estado de Santa Catarina (MPSC, através do Grupo Especial Anticorrupção – GEAC, juntamente com a Polícia Civil através da DIC ( Divisão de Investigação Criminal), mais o GAEGO ( Grupo de Atenção Especial do Combate ao crime Organizado ), deflagram na manhã de sexta-feira (31), na região Norte do estado de Santa Catarina a operação denominada ” Et Pater Fillium ” que investiga crimes de fraudes licitatórias em alguns dos municípios da região Norte do Estado de Santa Catarina, incluindo o município de Canoinhas (SC). A ação policial e do MPSC cumpriu 20 mandados de buscas e apreensão naquela região catarinense. Segundo informações estas investigações apuram fraudes licitatórias; superfaturamento de obras e serviços, pagamentos de propinas e envolve vários empresários do setor da construção civil e também alguns agentes públicos. Os crimes praticados levaram prejuízos milionários aos cofres públicos, segundo as investigações.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.