Parece, que “Dom Lulone” e seu grupo querem bagunçar as eleições

Parece, que “Dom Lulone” e seu grupo querem bagunçar as eleições

Acreditando que, possivelmente, quando setembro vier e o ministro Dias Toffoli, ex-advogado petista, assumir a presidência do STF, a coisa ficará mais branda para o pessoal do Partido, a defesa do corrupto e presidiário “Dom Lulone”, desistiu do processo que havia enviado aquele tribunal no qual seria discutido o seu pedido de liberdade e, provavelmente, a sua condição para disputar a eleição.
Segundo informações, a defesa do “Dom”, não se sabe se, com a intenção de bagunçar o processo eleitoral, recorreu ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) com pedido para que o preso e condenado a mais de 12 anos de xadrez, participe do primeiro debate televisivo, na próxima quinta-feira (9/08), na Band.
E, na certeza de que a Justiça irá liberá-lo, os advogados do “Dom” optaram em retirar do STF o pedido para que o ex-presidente seja solto, pois, segundo avaliação dos advogados, a questão da elegibilidade poderia ser introduzida no recurso pelo ministro Edson Fachin e, nesse caso, a Suprema Corte ainda sob a presidência de Cármem Lúcia, poderia decidir pela ilegibilidade, pondo assim, uma pá de cal sobre a pretensão de Dom Lulone concorrer e voltar ao Palácio do Planalto.
Na verdade, o corrupto vai esperar o próximo mês, pois, pelo visto, acredita que após o dia 31 de agosto, deve chover forte na horta petista.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.