Salvar a Casan

Salvar a Casan

Mais que aumentar o percentual de tratamento de esgoto no Estado, que hoje atinge apenas 40% da população, o governador eleito Carlos Moisés faria muito mais pela Casan e seus usuários se conseguir suavizar ou mesmo acabar com o uso político, beirando o saqueamento, em inúmeras vezes, da estatal.

Um bom começo foi dado com a escolha da sanitarista tubaronense Roberta Maas dos Anjos para comandá-la.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.