SAÚDE – Fila de córneas

Uma das inumeráveis consequências da pandemia é a redução dos transportes em geral, e de córnea em particular.

Conforme a Central de Transplantes de SC, a fila para aquele procedimento em abril passado chegava a 402 pessoas.

Até o início de 2020, antes da pandemia, não havia fila e os pacientes esperavam cerca de uma ou duas semanas, após a preparação.

Hoje, as poucas córneas que chegam ao banco do Estado são reservadas para casos urgentes, como queimaduras químicas, traumas e lesões.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.