STF prevê gastar R$ 16 milhões para custear recepcionistas

A licitação prevê a contratação de 200 profissionais

O Supremo Tribunal Federal (STF) planeja gastar até R$ 16,6 milhões com o custeio de cerca de 200 recepcionistas, pelo período de um ano. Segundo informações do site O Antagonista, o procedimento licitatório já foi aberto e ocorrerá na próxima sexta-feira (10).

Entre as funções que as novas profissionais terão, estão o esclarecimento de “dúvidas gerais sobre a atividade do STF”, a digitação ou digitalização de documentos e o auxílio na “montagem e controle do andamento de processos”.

As recepcionistas terceirizadas atuam em todos os departamentos do tribunal, para atendimento presencial e telefônico, além do atendimento ao público externo – informou o STF.

Uma vez que a Corte não dispõe de recepcionistas concursados, o contrato será renovado a cada ano.

O Supremo esclareceu ainda que vem buscando “reduzir o número de postos a cada contrato” e que unificou, na atual licitação, serviços antes previstos em outros contratos.

 

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.