STF reverte decisão e deputada está proibida de estimular denúncias contra professores

STF reverte decisão e deputada está proibida de estimular denúncias contra professores

O ministro Edson Fachin suspendeu a decisão judicial que autorizava a deputada estadual Ana Caroline Campagnolo (PSL) a propagar, nas redes sociais, mensagens que estimulassem estudantes a denunciar professores, incluisve orientando para fazer gravações durante as aulas.

Ela havia sido impedida de tal prática em primeira instância, recorreu e reverteu a decisão. Agora, com a decisão do STF, passa a valer a decisão inicial, proibindo a deputada de repetir a prática.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.