Suas excelências e suas excrescências

Suas excelências e suas excrescências

O Jornal O Estado de São Paulo, em sua edição de 21/10 página 4, publica uma entrevista do subprocurador-geral da República, Lucino Mariz Maia sob o titulo “É erro generalizar um ataque à classe política”.
Diz ainda o procurador, “Quando você atribui que ninguém presta, todos cometem crimes, são todos bandidos, você está dando a si próprio o direito de cometer irregularidades, o direito de destruir vidas, de desrespeitar a lei. Isso é uma espécie de vale-tudo”.
Senhor procurador, quando ficar claro quem é bandido e quem não é, eu vou elogiar os verdadeiros políticos, mas isso não antes de se poder distinguir suas excelências de suas excrescências, isso não é verdade?

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.