UPA do Continente deve entrar em operação em fevereiro

UPA do Continente deve entrar em operação em fevereiro

Contrato com OS foi assinado pelo prefeito na manhã desta sexta-feira (11).

Iniciada em 2010, a UPA do Continente deve entrar em funcionamento no mês que vem. A obra tinha como prazo inicial de conclusão o primeiro semestre de 2011, uma história longa, de idas e vindas, investimentos e paralisações.
O investimento feito no início da obra foi de R$ 3,3 milhões. Nesse meio tempo, o prédio passou por uma reforma de quase R$ 170 mil e no ano passado precisou ser reformado novamente, o que exigiu um investimento de R$ 2 milhões.
O prefeito Gean Loureiro assinou na manhã desta sexta-feira (11) o contrato com a Organização Social que fará a gestão da Unidade. Essa gestão será da Organização Social hospital Psiquiátrico Mahatma Gandhi.
A gestão da UPA terá um custo de R$ 620 mil ao mês, um terço desse valor deverá ser destinado pelo governo federal.
O diretor executivo da Organização Social Hospital psiquiátrico Mahatma Gandhi, Jean Paes de Oliveira, diz que a OS tem vasta experiência na gestão em saúde.
– A equipe que atuará no local deve ser de ao menos 100 profissionais, entre médicos, enfermeiros e outros profissionais que se alternarão em turnos – afirmou Oliveira.
Segundo a prefeitura, a UPA terá plantões de 12h, com três médicos durante o dia e dois à noite para casos de urgência e emergência. A média de atendimento mensal será de 5,6 mil pessoas.
No mesmo prédio haverá um Centro de Atendimento Psicossocial para atendimento à população em saúde mental, evitando internações psiquiátricas. O CAPS terá 12 leitos para internação.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.